Federação Interestadual dos Policiais Civis das Regiões Centro-Oeste e Norte.

Diretores da FEIPOL-CON participam de reunião importante com o Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha

Na manhã desta terça-feira (14), o Vice-Presidente da FEIPOL-CON, Marcus Monteiro, juntamente com o Diretor Financeiro da entidade, Eduardo Gonçalves, participaram de importante reunião com o Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha. Na pauta estava o requerimento da FEIPOL-CON, protocolado ainda em 2016 no Congresso Nacional e reiterado por ofício pela última vez no ano passado, que versa sobre o uso indevido do Fundo Constitucional, junto a Comissão de Fiscalização e Orçamento da Câmara Federal.

Durante a reunião, o governador Ibaneis Rocha destacou os desafios de sua gestão por conta das questões que envolvem a pandemia do Coronavírus e tudo que isso tem trazido de consequências aos brasilienses, mas deixou claro a importância da soma de esforços para se resolver as questões referente ao Fundo Constitucional. “O governador entende a atuação da Federação e a preocupação da entidade com esse tema e se comprometeu em retomar essas discussões, tão logo os efeitos da pandemia fossem amenizados. É um tema muito caro para todos os policiais civis do Distrito Federal e, sendo assim, também importa muito para a FEIPOL-CON”, disse Monteiro.

Além dos documentos já protocolados e as reuniões realizadas, a FEIPOL-CON também tem buscado atuar politicamente buscando o apoio necessário para garantir a legítima e correta utilização do Fundo Constitucional que tem impacto direto na estrutura e remuneração dos policiais civis do Distrito Federal. “Em 2016 essa caminhada já era traçada. É um tema que tem grande repercussão no âmbito político e administrativo e quanto mais apoios construirmos mais condições teremos de reverter o quadro atual que, ocasiona prejuízos aos Policiais Civis”, destacou Gonçalves.

Em breve outros encontros serão realizados e a FEIPOL-CON manterá atualizado todos os policiais civis que tenham interesse sobre esse tema. “Não à toa temos feito um trabalho extenso aqui em Brasília. Já realizamos reuniões e conseguimos agendas com deputados, senadores, ministros e outros atores políticos sobre temas de relevância para os policiais civis de todo o Brasil e assim continuaremos a atuar, pois tudo que é importante passa pelo Congresso Nacional”, finalizou Monteiro.

Compartilhar.