Federação Interestadual dos Policiais Civis das Regiões Centro-Oeste e Norte.

Lideranças da Feipol-CON e da COBRAPOL reúnem-se com Senador Izalci Lucas para tratar de interesses Nacionais e dos Policiais Civis do DF

No início da noite de ontem (04/04), diretores da Feipol-CON e lideres da COBRAPOL reuniram-se com o Senador Izalci Lucas – PSDB/DF e na pauta estavam Previdência, Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil – LONPC, projetos para a PCDF e a isonomia tão aguardada pelos policiais civis do Distrito Federal.

Quanto às pautas nacionais, explanadas por Giancarlo Miranda, presidente da Cobrapol em exercício, por Marcilene Lucena, Presidente da Feipol-CON e pelo Coordenador de Implementação da LONPC e Presidente da Fepolnorte, Itamir Lima, o Senador fez ponderações, afirmando a necessidade de uma Reforma da Previdência, mas ficou sensível às causas dos policiais que de fato exercem uma atividade diferenciada. O Senador alertou aos sindicalistas que os trabalhos destes na Câmara devem ser intensos, pois há a compreensão de não haver mudanças do texto dentro do Senado Federal, visando acelerar o processo legislativo e garantir a aprovação da Reforma. Já no que se refere à LONPC, depois de breve explanação do projeto, o Senador percebeu os avanços possíveis, mas destacou o desafio de se implementar algo que não possui consenso dentro da Instituição. Sugeriu que os trabalhos fossem intensificados dentro do Ministério da Justiça no convencimento daqueles que chefiam a pasta.

Quanto à isonomia dos salários da PCDF com a Polícia Federal, anunciada pelo Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, MDB-DF, o Senador se colocou a inteira disposição para promover o avanço dessa demanda, no entanto, deixou claro que qualquer matéria que chegar às Casas Legislativas Federais nesse momento não serão bem recebidas, principalmente aqueles que tragam impacto orçamentário, justamente por conta da tramitação da Reforma da Previdência, que é prioridade para o Governo Federal e para o próprio Congresso Nacional. Segundo o Senador, Izalci, o projeto vindo agora para o Congresso traria polêmica desnecessária ao tema e correria o risco de ser prejudicado em sua aprovação. No entanto, o senador colocou seu gabinete à disposição, solicitou dos dirigentes sindicais uma cópia do projeto encaminhado pelo GDF e comprometeu-se em acompanhar a questão e realizar o trabalho político necessário quanto à questão.

Ainda durante a reunião, visando promover benefícios para a categoria de policiais civis do Distrito Federal, o Diretor Financeiro da Feipol-CON, Theodoro Gonçaves sugeriu alguns projetos que poderiam ser implementados, dentre eles as Olímpiadas dos Policiais Civis, promovendo a integração e qualidade de vida dos policiais e seus familiares, além de escolas destinadas aos filhos desses servidores, seja em estabelecimentos montados com esse objetivo ou mesmo em vagas reservadas para estes em escolas militares dentro do Distrito Federal. A motivação de tal proposta é a vulnerabilidade de filhos de policiais em alguns ambientes, onde ficam expostos à violência e represálias pela profissão dos pais. O Senador, mais uma vez se colocou à disposição, esclareceu como deve ocorrer esse tipo de proposta, construída junto ao executivo distrital e depois por emenda de bancada ou dele próprio, mas sempre carecendo de um projeto para viabilizar sua destinação.

“Uma conversa bastante proveitosa com desdobramentos que esperamos auxiliar nas demandas nacionais e locais dos policiais civis. Sabemos das dificuldades de execução de todo e qualquer benefício que gere ônus para o governos, mas da mesma forma estamos empenhados em construir pontos para alcançar nossos objetivos e é bom saber que podemos contar com o mandato do Senador Izalci Lucas, que tem as portas de seu gabinete sempre aberto aos interesses dos policiais civis e da sociedade do Distrito Federal”, destacou Marcus Monteiro, Vice-Presidente da Feipol-CON.

Participou ainda da reunião o Diretor Jader Luiz que franqueou à reunião e ao qual fazemos nosso agradecimento pela dedicação e presteza em nos atender.

Compartilhar.