Federação Interestadual dos Policiais Civis das Regiões Centro-Oeste e Norte.

III Confeipol Nordeste

Durante os dias 27, 28 e 29 de maio, deste ano, foi realizado no Luxor Hotel, em Teresina/PI, o III Congresso Interestadual dos Policiais Civis da Região Nordeste – Confeipol/NE, com o objetivo reunir e organizar os policiais civis e seus representantes, além de discutir assuntos que afetam a vida e o trabalho policial civil em todo território nacional.

Durante o evento, debateu-se a reforma do código penal; reforma da previdência, divulgada pelo atual Governo Federal, que pretende tirar direitos dos trabalhadores e, além disso, discutiram o ciclo completo das polícias e suas implicâncias principalmente o avanço sobre as competências exclusivas das Polícias Civis.

Entre os temas discutidos e debatidos até a exaustão ficaram o PLP 257/2016 e       o Ciclo Completo de Polícia, sendo este o principal eixo defendido pelas entidades de classe e parlamentares que possuem forte identificação com as Polícias Militares. Se de um lado o PLP 257/2016 prevê um total sucateamento das instituições públicas pelo congelamento dos salários e não contratação de novos servidores por um prazo de dois anos, e a PEC 431/2014 que defende o Ciclo Completo de Polícia caso seja implantada, promoveria uma total discrepância das atividades de prevenção e persecução criminal, conforme preceitua o artigo 144 da Constituição Federal.

Ainda durante o Congresso, foram debatidos outros projetos que tramitam no Congresso Nacional:  Pecs de unificação, desmilitarização e Ciclo completo de polícia, e ainda a possibilidade do governo alterar a previdência social, com prejuízos irreparáveis para os servidores públicos e, em especial aos  que exercem atividades de risco como os policiais civis.

Na oportunidade, os diretores da Feipol/Con, Ernani Lucena e Marcos Monteiro fizeram uma breve explanação sobre a importância da representatividade da Confederação, Federação e Sindicatos, no quesito organização do sistema confederativo. E também, fizeram referência sobre a importância dessa representação junto ao Congresso Nacional.

O diretor da Feipol/Con, Ernani Lucena ressaltou que “a discussão dos temas é fundamental para mostrar a luta da categoria em todo o país e a importância do reconhecimento do árduo trabalho dos policiais, que diariamente assumem riscos para contribuir com a segurança da sociedade”.

Para o diretor Marcos Monteiro, o evento foi de suma importância, visto que os policiais poderem trocar experiências de trabalho e, além disso, “ficou claro o desejo de se  ter uma Polícia Civil unida e fortalecida em todo o território nacional”, destacou.

1e97d3a5-298a-4ec1-a790-868aae34b79b 5cc732c2-a377-4119-b782-11a3f4c1a169 7f6c5148-243d-4b89-acb7-c0348cf0588b 43f80ce8-a299-4a33-875a-be0827d2ca10 93bb162c-6e40-47bc-af75-310357d8c094 389e791b-8a6b-464b-8235-8d0ad7aac982

Compartilhar.