Federação Interestadual dos Policiais Civis das Regiões Centro-Oeste e Norte.

Feipol participa de reunião com Ministro do Trabalho

Nesta terça-feira (24/5), o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB/RS) esteve em Brasília, na sede da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), em reunião com líderes sindicais.

Durante a reunião, o ministro garantiu aos presentes que os trabalhadores não serão pegos de surpresa e nem traídos em seus direitos”.  Reiterou ainda, que pretende diminuir o desemprego, a informalidade e propor medidas de qualificação profissional.

Ronaldo Nogueira garantiu também que não será feita nenhuma mudança nos direitos dos trabalhadores, sem que eles sejam ouvidos. E acrescentou que “direito não se retira, se aprimora”, salientou o ministro.

Durante a reunião, os representantes sindicais apresentaram ao ministro as reivindicações de suas bases. Os diretores da Federação Interestadual dos Policiais Civis das Regiões Centro-Oeste e Norte – FEIPOL/CON-  Francinaldo Freire e Marcus Monteiro solicitaram ao ministro que tenha atenção ao PLP 257/2016 que ameaça a todos os servidores públicos do Brasil, quando prevê entre outros malefícios, o congelamento de salários, e não contratação de servidores por até dois anos, o que provocaria um colapso em todos os setores e mais ainda na Segurança Pública como um todo.

Os representantes das Centrais reivindicaram a implantação de políticas públicas de crescimento e desenvolvimento, ou seja, ações que possam de fato gerar mais e melhores empregos, aumentando a renda e o poder de compra do trabalhador.

Ao final, o ministro Nogueira agradeceu o convite e a forma respeitosa que se deu o diálogo. Que orientou seus assessores e auxiliares no ministério, de que conversará com todos os presidentes de centrais, sindicatos, confederações e federações. “Os representantes dos trabalhadores (as) têm porta aberta no Ministério, que vai atuar com justiça e promover políticas de proteção do tra1balhador e geração de empregos.

Marcus Monteiro e Francinaldo Freire reafirmaram o propósito da Feipol-CON em continuar como um dos principais interlocutores dos policiais civis de sua base territorial junto ao governo federal e demais órgãos que se relacionem com a atividade de segurança pública brasileira.

Embora o presidente da Feipol-CON, Divinato da Consolação não tenha participado da reunião em razão de compromissos inadiáveis, reiterou a importância da NCST e de seu presidente José Calixto Ramos como peças importantes nesses momentos de novas perspectivas e diálogos promissores para os trabalhadores do Brasil.

787aac88-3a1f-47b1-9cf9-99d9b1e723afb224c65d-6d6d-40d3-9446-81938cfe0600c0466e47-a209-4a60-8020-0e3b53db3129

Compartilhar.