Federação Interestadual dos Policiais Civis das Regiões Centro-Oeste e Norte.

Feipol-CON participa de Audiência Pública em Campo Grande /MS.

Durante toda a tarde desta quinta feira (30/03), a Câmara Legislativa do Mato Grosso do Sul realizou audiência pública para debater temas de interesse da população e também dos policiais civis daquele Estado.

A iniciativa partiu do deputado estadual Pedro Kemp – PT/MS em atendimento a categoria por meio do Sindicato dos Policiais Civis de MS. A Audiência foi bastante prestigiado por haver lotado o auditório da Câmara, com público estimado de aproximadamente 400 pessoas.  A audiência pública teve como base as seguintes pautas:

Custódia de presos

Desvio de função e,

Condições de Trabalho

Entre os participantes, haviam policiais civis, estudantes de direito, representantes do governo, dirigentes sindicais e ainda representantes de movimentos sociais.

Ao início da audiência, o presidente do Sinpol/MS Giancarlo fez apresentação de vídeo sobre o drama de ser policial civil, e ainda metódica dissertação sobre a alarmante e real situação de trabalho dos policiais civis, alertando a todos presentes sobre o caos em que estão mergulhados diuturnamente sem que, para tanto, o governo tenha se movido para atender os principais pleitos da categoria que, substanciam antes de tudo, os anseios da sociedade quando exigem uma polícia eficiente e capaz de oferecer segurança pública de qualidade á população de Mato Grosso do Sul.  “Não podemos mais permitir que policiais civis morram em seus postos de trabalho, em decorrência de uma estrutura fragilizada, péssimas condições de trabalho e salários muito baixos”, afirmou o presidente do Sinpol/MS.

O Deputado estadual Pedro Kemp enfatizou a necessidade de o governo cumprir com o compromisso assumido em campanha com os policiais civis, além de colocar todo seu gabinete e mandato á disposição da categoria para mediar uma saída e, juntos buscar meios que possam suprir as exigências dos servidores da PCMS.

Para o secretário geral da Federação Interestadual dos Policiais Civis das Regiões Centro oeste e Norte / FEIPOL-CON, Luciano Marinho, que também esteve presente à audiência pública, “os policiais civis tem que mostrar energia nas suas reivindicações e cobrar do governo uma posição definitiva que venha a atender a categoria que busca somente prestar serviço de qualidade ao seu principal pagador, ou seja o cidadão daquele estado”.

Ao final da audência ficou deliberado que seria elaborado um documento com as principais pautas da categoria de acordo com o que foi exaustivamente debatido para posterior entrega ao governador Reinaldo Azambuja.

Ainda nessa sexta feira (01/04) o Sinpol confirmou que haverá paralisação das atividades policiais civis em todo o estado, como forma de protesto à demora do governo em não dar seguimento ao que prometeu  e não cumpriu.

Para o presidente do Sinpol-MS Giancarlo Miranda a audiência foi proveitosa pois “há consenso em valorizar os policiais civis, mas queremos mais ações. Demos voto de confiança ao governador Reinaldo Azambuja há 15 meses, agora os policiais civis querem a verdadeira valorização com salários dignos de acordo com o grau de risco que corremos todos os dias nas ruas protegendo o cidadão e conforme a qualificação de nível superior que possuímos há mais de dez anos”, concluiu. IMG-20160331-WA0025IMG-20160331-WA0024IMG-20160331-WA0023IMG-20160331-WA0022IMG-20160331-WA0021IMG-20160331-WA0020

Compartilhar.